terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O Náufrago



É comum pensar que estamos sós em momentos difíceis,  que quando não enxergamos a resposta não há solução ou que podemos chegar em um ponto que não há volta,  mas esquecemos que só temos um ponto de vista. A nossa mania de achar que sabemos tudo nos faz muitas vezes não confiar no Senhor e se perder em um mundo de razão que só nos leva a becos sem saída.

No filme O Náufrago,  o personagem interpretado por Tom Hanks é um homem que trabalha com entregas expressas e vive controlado pelo tempo.  Tudo está sob seu controle quando um acidente acontece e ele se vê preso em uma ilha deserta sozinho.  Todo o seu mundo, o seu controle da vida acaba. Enquanto ainda estava fragilizado pela tragédia,  ele encontra uma caixa que era parte de suas entregas e a marca como símbolo,  como um motivo para que ele lute e consiga sair daquela ilha.

Quando passamos por uma fase difícil é comum ter momentos de altos e baixos, mas nos esquecemos facilmente das partes boas e valorizamos as ruins.


Assim como o náufrago se agarrou àquela caixa, devemos nos agarrar a Cristo como nossa esperança,  por aquele a quem devemos acreditar que nos motivará a sermos firmes e suportar a dor, pois só confiando nEle é que encontraremos a salvação.



Mateus 8:23-27 narra o seguinte fato:
"E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram; E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo. E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos. E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança. E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?"

Os discípulos estavam no barco com Jesus, mas se preocuparam mais com a tempestade. Então não se perca durante a provação,  confie em Jesus e continue firme pois o resgate chegará.